Fica proibido ...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fica proibido chorares sem aprender,

Levantares um dia sem saber o que fazer,

Ter medo das tuas lembranças.


Fica proibido não sorrires para os problemas,

não lutar pelo que queres,

abandonar tudo por medo,

não transformares os teus sonhos em realidade.


Fica proibido não demonstrares o teu amor,

fazer com que alguém arque com as tuas dívidas e o teu mau humor.


Fica proibido deixares os teus amigos,

não tentar compreender o que viveram juntos,

telefonar-lhes só quando precises deles.


Fica proibido não seres tu mesmo diante das pessoas,

fingir diante daqueles que não te importares,

fazer-te de interessante para que se lembrem de ti,

esquecer todos que te querem bem.


Fica proibido não fazeres as coisas por ti mesmo,

não acreditar em Deus e fazer o teu destino,

ter medo da vida e dos seus compromissos,

não viver cada dia como se fosses o último.


Fica proibido sentires falta de alguém sem alegraste,

esquecer os seus olhos, o seu riso,

tudo porque os seus caminhos deixaram de se cruzar,

esquecer o teu passado e satisfazer-te com o teu presente.


Fica proibido de não tentar compreender as pessoas,

pensar que as suas vidas valem mais que a tua,

não saberes que cada um tem o seu caminho e a tua sorte.


Fica proibido não criares a tua história,

deixar de agradecer a Deus pela tua vida,

não ter um momento para as pessoas que precisam de ti,

não compreender que o que a vida te dá,

também te tira:


Fica proibido não procurares a tua felicidade,

não viver a tua vida com uma atitude positiva,

não pensar que podemos ser melhores;

não sentir que sem ti este mundo não seria igual.


                                                       in Paulo Neruda

 

 

 

Voz do vento ...

 

publicado por Voz do vento às 21:41 | favorito