QUEM SOU EU NA REALIDADE?

 

 

Quando sonhamos acordados, vemos algo que só a nossa imaginação e olhar permitirá.    Rever momentos importantes que marcaram a nossa passagem. E o que pretendemos fazer no AGORA. Com o sorriso no rosto e no nosso interior, olhamos para o passado e o que vemos?

Quando nos chamam pelo nosso nome com saudade como fossemos alguém que marcou gerações e pessoas. Deixamos algo na nossa passagem. Conseguirmos ler a mente das pessoas com quem cruzamos e imaginá-las, aqui e agora, aonde estarão, de que forma a sua vida evoluiu.

Questionarmos no nosso interior, ouvimos num murmúrio do tempo,”aonde quer que estejas, com quem estiveres e como estiveres, estarás no meu pensamento”. Perdurarão para sempre.

Acreditar e voltar a acreditar em nós mesmos e nas profundezas reencontrarmos.

Imaginarmos que a passagem tem uma razão muito forte e queremos prosseguir, deixarmos as nossas amarras, entrarmos no navio branco, grande que nos levará algures. Não importa qual será o porto, será aonde nos chamem pelo nosso nome. Estarei viva, para voltar acreditar que só um ser único com características muito próprias. Um novo ser que tento encontrar-me, já não me encontro nas trevas, na escuridão, tenho imensas portas por abrir.

Lamentos do que ficou por fazer, das mágoas que ficaram por sarar e o sofrimento mundano por responder. Na experiência adquirida ao longo de três décadas e meia, nada foi na perfeição. E agora, o grito do momento do despertar, AGORA!

Não desistir é a palavra de ordem. Tudo na vida tem uma razão de ser da forma mais complexa como a vida nos encarna, permite-nos crescer como seres humanos, adquirindo experiências, nada importa, mesmo que o caminho não tenha sido o mais apropriado, quisemos segui-lo com a nossa convicção porque o momento é quem comandava as nossas emoções. Seguimos o nosso coração, as suas crenças e no decurso, surgiram obstáculos, certamente para nos despertar ou permitir ultrapassar, mas fez-nos crescer e após cada queda, emergir como Fénix.

Novo dia surge. Tornarmo-nos fortes, preparamo-nos para os nossos desafios e batalhas. O senso comum dita que por Amor, tudo fazemos, rompemos com crenças com todos os obstáculos, mesmos os imprevisíveis. Mas, será o nosso caminho? Fazer tudo por Amor a alguém e o nosso amor-próprio não contará? Não será peso suficiente para nos mover? Aqui reside a essência, o nosso EU! Palavra poderosa da qual não devemos esquecer. Estamos sempre rodeados por uma imensidão de pessoas mas ao mesmo tempo sentiremos, completamente sós na vastidão do mundo.

EU, hoje sou uma pessoa diferente. Diferente do ontem. No dia e hora em que tomo a consciência de que o único momento que existe é o meu Presente, o Eterno Agora, revela-se para mim uma nova realidade superior, divina, transcendente. Começo uma nova faceta da minha caminhada em direcção à expansão espiritual. Quem sou, uma guerreira em forma de mulher. Lutadora por excelência, vergo mas não quebro. Exploradora por iniciativa própria, curiosa da vida. EU, hoje vivo com a intensidade e aprendo a viver o único momento que existe o agora. O passado e o futuro são os apoios do meu ego. Nada importa. Iluminação significa elevar-me além do pensamento. Viver no AGORA.

EU, sou uma estudante da vida. Convicta que nada sei.  Manterei presente em mim, o respeito da minha pessoa, respeito pelo próximo e convicção da responsabilidade das minhas acções.

Ter presente que a vida nada tira, apenas muda a forma de estar. Sou uma viajante. Tenho um bilhete de ida e de volta. Na passagem por cada lugar, espero ter bem presente que deverei cuidar bem da minha bagagem. E que nessa “bagagem” nada falte no momento de embarcar no navio branco que aparecerá “na hora certa”. Ter presente a intensidade do aqui e agora para quando chegar ao fim da viagem, não arrepender-me de ter esquecido das minhas pedras valiosas.

Voz do vento ...

 

publicado por Voz do vento às 14:23 | favorito
música: QUEM SOU EU NA REALIDADE?