Perda

A perda é algo para qual nenhum SER está plenamente preparado. Somos confrontados pelo términos de uma longa caminhada daquele que amamos verdadeiramente e que achamos que estaria ao nosso lado até esse momento chegar. Mas cada um de nós tem a sua trajectória e é inexplicável o porquê da ocorrência. Deveríamos ao contrário de como ocidente reage perante a morte, deveria recordar que aquele ser realmente deixou um legado para as gerações vindouras, recordar os seus momentos de luta, as suas glorias, as suas angústias e a coragem de viver cada momento, intensamente até ao último momento. Desta forma, vivermos intensamente um dia de cada vez como se fosse um único dia que temos.

 

 


Na realidade não o fazemos somente recordamos no momento da perda o que ainda podíamos ter feito e não fizemos, o que poderíamos ter dito e não dizemos, e os vários se e se... que irão perpetuar no nosso SER.
Só apercebemos tardiamente, o que na realidade não fizemos, o que não dissemos, os abraços que não demos, as palavras amigas que não proferimos quando confrontamos com o fim da passagem da vida terrena.


Só nesse minúsculo momento, faz um clic na nossa mente. Porquê em todo o tempo esse clic não surgir, só naquela hora, naquele frio e triste lugar aonde nos encontramos a chorar pela perda daquele com que tivemos o privilégio na nossa vida de partilhar.

Não deixem que somente nesse momento faça o clic para vos colocar na enorme insegurança do que nada fizeram, pratiquem todos os dias como se fosse o único dia para demonstrar aquele que realmente amam e o quanto são importantes nas vossas vidas.

Assim sentiram que a partida é simplesmente o fim de uma longa caminhada e o começo de outra.

 

Voz do vento...

publicado por Voz do vento às 16:06 | favorito
tags: